Vigilantes da UnB realizarão mobilização pela vida

0Shares
0 0

Os vigilantes da UnB, que estão trabalhando 24 horas por dia mesmo durante a pandemia e o lockdown no Distrito Federal, estão cobrando melhores condições de trabalho à Reitoria da Universidade.

As viaturas em que os vigilantes trabalham não são higienizadas regularmente, o prédio sede da vigilância está com obras inacabadas (inclusive a dos banheiros) e a UnB não está fornecendo kits de segurança sanitária (máscaras, álcool 70%, luvas e face shield).

Até o momento, já são 19 infectados e três mortos por conta da COVID-19 na vigilância orgânica da Universidade (que possui cerca de 90 trabalhadores). Mais de 30 profissionais que fazem os serviços essenciais da UnB (porteiros, vigilantes terceirizados e trabalhadores da limpeza) também já foram afastados dos trabalhos por conta de terem contraído a COVID-19, o que deixa claro a situação de que o vírus está em circulação na Universidade.

Em meio a tudo isso, a Reitoria e a Prefeitura Universitária se negam a atender as reivindicações apresentadas pelos sindicatos (SINTFUB e Sindiserviços) e atuam com novos ataques aos direitos dos vigilantes, como a modificação na escala de trabalho.

Por tudo isso, o SINTFUB realizará amanhã (07/04), a partir das 8h30min, em frente à Diretoria de Segurança (Diseg) da Unb (no campus Darcy Ribeiro), uma Assembleia Setorial com os vigilantes orgânicos da Universidade, para definir as ações que serão tomadas pela categoria.

A Assembleia Setorial terá como pautas:

  1. Manutenção da escala dos vigilantes
  2. Melhorias nas condições de trabalho
  3. Defesa da vida dos trabalhadores

Conteúdo relacionado

Mário Júnior

0Shares
0