SINTFUB, Sindiserviços e Sindesv reivindicam direitos dos trabalhadores de serviços essenciais

0Shares
0 0

Nesta quinta-feira (18/03) o SINTFUB se reuniu com o Sindiserviços e o Sindesv para tratar das reivindicações mais urgentes dos trabalhadores de serviços essenciais, que não pararam suas atividades presenciais durante o lockdown do Distrito Federal – em vigência desde 28/02.

As três entidades classistas identificaram demandas emergenciais que precisam ser sanadas e defenderão os direitos dos trabalhadores junto à Reitoria da UnB.

Porteiros

Em relação aos trabalhadores que atuam nos serviços de portaria da UnB; SINTFUB, Sindiserviços e Sindesv defendem a manutenção dos empregos de todos os trabalhadores, para que não ocorram novas demissões como as 23 de 2020.

Além disso, os sindicatos cobrarão a devolução de descontos indevidos e o direito de troca de plantão pelos trabalhadores.

Vigilantes

Em relação aos vigilantes da empresa Life Defense Segurança que trabalham como terceirizados na UnB; SINTFUB, Sindiserviços e Sindesv cobram melhores condições de trabalho e fim da prática de assédio moral.

Em relação aos vigilantes que fazem parte do quadro de servidores orgânicos da UnB; os sindicatos defendem a manutenção da escala, melhorias nas condições de trabalho e implantação de rotolight (luminária de teto) nas viaturas para melhor identificação das mesmas.

EPIs

As três entidades também pautaram a necessidade de defender condições sanitárias adequadas de trabalho, seguindo o protocolo de segurança da Organização Mundial de Saúde (OMS) contra a COVID-19. Dessa forma, será solicitado que a UnB forneça aos trabalhadores dos serviços essenciais todos os Equipamentos de Segurança Individuais (EPIs) necessários, como álcool 70%, luvas, máscaras PFF2/N95 e face shields.

Conteúdo relacionado

Mário Júnior

0Shares
0