Ato dos Vigilantes na Reitoria: 14/07, às 8h30min

0Shares
0 0

Os vigilantes da UnB, que estão trabalhando 24 horas por dia e não pararam mesmo durante a pandemia de COVID-19, estão na defesa por 30 horas semanais, por melhores condições de trabalho e em defesa da vida, em um movimento iniciado em março deste ano e que mantem-se em estado de mobilização permanente.

As viaturas em que os vigilantes trabalham não são higienizadas, o prédio sede da vigilância está com obras inacabadas (incluindo a parte do telhado) e a prefeitura universitária não está fornecendo kits de segurança sanitária (máscaras, álcool 70%, luvas e face shield).

30 vigilantes foram infectados e quatro (três orgânicos e um terceirizado) vieram a óbito por conta da COVID-19 na vigilância da Universidade (que possui cerca de 90 trabalhadores no quadro institucional). Profissionais terceirizados que fazem os serviços essenciais da UnB (porteiros, vigilantes e trabalhadores da limpeza) também já foram afastados dos trabalhos por conta de terem contraído a COVID-19, o que deixa claro a situação de que o vírus está em circulação na Universidade.

Em meio a tudo isso, a Prefeitura Universitária se nega a atender as reivindicações apresentadas pelos sindicatos (SINTFUB, SindesvSindiserviços) e atuam com novos ataques aos direitos dos vigilantes, como a ampliação da carga horária de trabalho para 48 horas semanais.

Além disso, num ato que caracteriza assédio moral contra os vigilantes, um preposto da empresa terceirizada – por ordem do prefeito universitário, passando por cima do diretor de segurança da UnB – colocou um vigilante terceirizado para substituir um vigilante do quadro orgânico no posto da Reitoria.

Por tudo isso, o SINTFUB realizará na próxima quarta-feira, dia 14 de julho, a partir das 8h30min, no prédio da Reitoria da Unb (no campus Darcy Ribeiro), um Ato Público seguido de Assembleia Setorial dos vigilantes orgânicos da Universidade, para denunciar os ataques sofridos pelos servidores e definir as ações que serão tomadas pela categoria – que está em Estado de Greve, aprovado desde 31/03.

Convidamos toda a comunidade universitária – demais servidores, docentes e estudantes – a se unirem na defesa da carga horária exercida pelos vigilantes, por melhores condições de trabalho e em defesa da vida.

Participe! Construa conosco a luta dos servidores da UnB!

Mário Júnior

0Shares
0