Técnico-administrativos da UnB aprovam proposta do governo

0Shares
0 0

Reunidos em assembleia nesta terça-feira (22), os servidores técnico-administrativos da UnB decidiram acatar a proposta do governo federal, apresentada no último dia 21. Entretanto, a decisão dos rumos do movimento grevista só será tomada em assembleia no dia 29 (terça-feira), em nova assembleia, às 9h, na Praça Chico Mendes.

A decisão dos servidores técnico-administrativos é baseada em orientação do Comando Nacional de Greve – CNG da Fasubra, que avalia não ser possível melhorar a atual proposta geral apresentada pelo governo aos servidores públicos federais, “pois a greve já apresenta nítidos sinais de esgotamento e, diante de uma conjuntura desfavorável, teríamos que contar neste momento com uma forte greve tanto da Fasubra como do funcionalismo e, infelizmente, após meses de greve, as demais entidades representativas do funcionalismo e a Fasubra em particular não apresentam mais essa força”.

A proposta mais recente do governo federal aos técnico-administrativos oferece reajuste salarial de 10,8% dividido em 2 anos (5,5% em agosto de 2016 e 5% em janeiro de 2017). A proposta também prevê reajuste de 0,1% no step da categoria, a partir de janeiro de 2017 (que representa ganhos que vão de 3% a 6% aos trabalhadores). Além disso, foram concedidos reajustes nos benefícios da categoria, a partir de janeiro de 2016. O auxílio alimentação e o auxílio saúde receberão reajuste de 22,8%. Com o percentual, o auxílio alimentação passará dos atuais R$ 373 para R$ 458. O percentual de reajuste no auxílio saúde foi o mesmo. Entretanto, o valor final do benefício é variado. Foi proposto ainda reajuste do auxílio-creche em 317,3%, já que este não é reajustado desde 1995. Com isso, o valor chegará a R$ 396.

Segundo a Fasubra, o grande ganho da categoria foi a quebra da lógica do reajuste salarial a longo prazo, já que, inicialmente, a intenção do governo federal era de parcelar 21,3% de reajuste em 4 anos, impossibilitando novas mobilizações e greves do funcionalismo até 2019.

Na próxima quinta-feira (24), o CNG da Fasubra se reunirá para avaliar as assembleias dos técnico-administrativos nos diversos estados.

Ato nesta quarta, 23
Está mantida a participação dos técnico-administrativos no Dia de Luta dos Servidores Públicos Federais, em 23 de setembro, quarta-feira. A atividade será realizada em Brasília, no Espaço do Servidor, na Esplanada dos Ministérios, a partir das 9h.

As ações serão realizadas em todos os estados, com o objetivo de repudiar o pacote de cortes do governo federal, que reduz investimentos em áreas sociais, aumenta impostos e impõe aos servidores públicos federais um arrocho salarial ainda maior. O Dia de Luta dos Servidores Públicos Federais também será realizado por outros setores do funcionalismo federal.

Jornada de 30 horas
O governo manteve a postura de deixar a cargo dos reitores das universidades federais a implementação da jornada de trabalho de 30 horas semanais. Por decisão dos técnico-administrativos da UnB, a luta pela jornada flexibilizada continuará internamente.

admin

0Shares
0