Nota de repúdio

16 de maio de 2020
0Shares
0 0

O Sindicato dos trabalhadores da Fundação Universidade de Brasilia – Sintfub vem a público repudiar a fala  do ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta sexta feira dia 15 de Maio  onde ele pede que enquanto o País  está de joelhos nocauteado , os servidores “não assaltem o Brasil “.

Palavras covardes e vazias de fundamentos técnicos, demonstrando o seu lamentável desconhecimento sobre o serviço público, quer induzir a sociedade a acreditar, entre outras barbaridades, que o servidor recebe reajuste salarial automático, quando é de pleno conhecimento que o último acordo negociado com o governo data de 2015.

Somos servidores importantes para o estado cumprir seu papel social. As universidades desenvolvem centenas de projetos para ajudar no combate a pandemia.

Os  bancos, que já lucram bilhões de reais e tiveram ajudas bilionárias do governo e mais uma vez  o servidor está sendo bode expiatório.

Deploramos a falta de compostura do ministro, que deveria ter mais respeito pelo cargo que ocupa. Não será com ofensas e calúnias de um representante temporário de governo, que procura insistentemente desqualificar os servidores diante da opinião pública, que nos sentiremos intimidados ou que negligenciaremos nossas funções, pois somos agentes do Estado brasileiro e será nessa condição que continuaremos trabalhando para melhor servir aos concidadãos, procurando atender a todos, em tudo o que a Constituição Federal lhes garante.

Não aceitamos o sucateamento dos órgãos públicos e a precarização dos nossos serviços!

E sim, temos o direto ao reajuste salarial anual conforme determina a constituição.

admin

0Shares
0