Sintfub e Reitoria constroem agenda de atividades em defesa da UnB

0Shares
0 0

Nesta segunda-feira (03/06), a direção do SINTFUB se reuniu com a reitora Márcia Abrahão para discutir ações conjuntas em defesa da UnB, ante a manutenção dos cortes orçamentários anunciados pelo governo, informar sobre a adesão da categoria à greve geral convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho e construir uma agenda de atividades em defesa da UnB.

 

Na reunião, a direção do Sintfub e a Reitora acertaram participação conjunta na Sessão Solene em Defesa da UnB e do IFB, o evento tem a organização da bancada de deputados federais do DF e será realizada nesta sexta-feira, dia 7, às 15h, no Plenário Ulisses Guimarães da Câmara dos Deputados. A reitora foi convidada também a participar da próxima reunião do Fórum em Defesa da UnB, a ser realizada no dia 10, às 19 horas em local a ser confirmado, e também a comparecer no Congresso do Sintfub, marcado para os dias 24 e 25 de junho.

 

Mais uma vez a reitora expôs suas principais preocupações com os cortes de recursos das bolsas de Pós-graduação, com o fim do programa Idiomas sem Fronteiras. Disse que o impacto é geral e que é preocupante o bloqueio de R$ 48,5 milhões, que permanece no sistema. Ela disse, contudo, que está fazendo de tudo para reverter o corte e que os “movimentos são importantes nessa luta”. Ela repetiu por várias vezes como é importante mostrar a real situação da universidade para a sociedade, pois assim a luta ganha mais adeptos e força. Nesse sentido, a universidade desenvolve o projeto UnB Perto de Você, que vai em cidades do DF explicar o que de fato a UnB. Ele é muito importante, ressaltou.

 

Na reunião o Sintfub deixou claro a participação da categoria na Greve Geral do dia 14 de junho contra a reforma da Previdência, as privatizações e o conjunto dos ataques do governo Bolsonaro à classe trabalhadora e à educação publica.

 

A Reitora reconheceu o valor da luta do Sintfub e da categoria ao ressaltar a “importância do Sindicato no cumprimento do seu papel institucional de defesa dos interesses da Universidade e de seus servidores, professores e alunos”.

 

DIA 14 DE JUNHO É GREVE GERAL EM DEFESA DA EDUCAÇÃO, CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA, AS PRIVATIZAÇÕES, EM DEFESA DOS DIREITOS E DA VIDA DA CLASSE TRABALHADORA

admin

0Shares
0