Marcha da balbúrdia agita o minhocão

0Shares
0 0

Mais de 150 alunos, professores e técnicos-administrativos da UnB participaram de arrastão no Minhocão em protesto contra os cortes de recursos da Universidade e para convocar a comunidade acadêmica para a Greve Nacional da Educação nesta quarta-feira, 15 de maio.

A manifestação foi muito bem recebida e contou com apoio por onde passou nos corredores da UnB. Foi um ato alegre e musical, tendo à frente o trio de forró Liga Tripa, que comandou a caminhada com músicas típicas do mestre Gonzagão.

Após a caminhada pelo ICC ocorreu a apresentação de uma peça de teatro, apresentada pelos servidores técnicos-administrativos da UnB. A peça falava em tom de humor sobre a privatização das universidades públicas do Brasil. A peça foi escrita em 1996, e infelizmente o assunto continua atual.

Posteriormente, a humorada peça, foi realizada a plenária unificada com os três segmentos: alunos, docentes e servidores técnicos-administrativos.

Para o Sintfub, a AdUnB e entidades estudantis, a “balbúrdia” cumpriu seu papel de mostrar a importância de todos se fazerem presentes no ato de amanhã, a partir das 10 horas, na Praça da República, com caminhada em direção ao MEC e ao Congresso Nacional.

O coordenador-geral, Edmilson Lima, lembrou que o ato é pacífico. Ressaltou para todos que forem não irem de mascara, não incitarem violência e não caírem em provocações.

Todos os presentes que fizeram o uso da palavra lembraram que o momento é de luta e a manhã as aulas serão nas ruas em luta contra a reforma da previdência e os recentes cortes na educação.

admin

0Shares
0