NOTA DO SINTFUB SOBRE DENÚNCIA DE VIOLÊNCIA EM ATO DO MEC

0Shares
0 0

Brasília, 09 de maio de 2018.

O SINTFUB vem a público informar sobre apuração de denúncia de violência contra uma estudante, por parte de um de seus membros, durante ato unificado no Ministério da Educação contra o desmonte da UnB, realizado no dia 10 de abril. O referido ato fez parte da paralisação dos três segmentos da Universidade: trabalhadoras e trabalhadores da UnB (funcionárias/os terceirizadas/os, docentes e técnico-administrativos) e estudantes dos quatro campi da UnB.

Após averiguação dos fatos, verificou-se a seguinte situação:
houve uma grande marcha na Esplanada dos Ministérios iniciada por volta das 10 horas, seguida de atividades de teatro político e falas de representantes dos três segmentos que denunciavam os impactos negativos produzidos pela Emenda Constitucional 95 no desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão universitária. O MEC recebeu uma comissão composta por representantes da comunidade universitária para dialogar sobre a pauta da paralisação. Entretanto, após horas de espera, o MEC não estabeleceu de fato a mesa de discussão, aspecto que promoveu reação por parte do segmento estudantil.

Nesse contexto, iniciou-se grande tumulto, quando um grupo de pessoas começou a questionar a condução do ato unificado, reivindicando assumir o comando do carro de som do SINTFUB. Representantes do sindicato foram ameaçados e agredidos verbalmente ebfisicamente por esse grupo que tinha o objetivo de tomar o caminhão de som dos membros dobsindicato com vistas a utilizá-lo como “escudo” de proteção no enfrentamento com a polícia militar. O contexto de tensão se intensificou e o ato unificado encerrou com brutal violência da PM contra os manifestantes.

O SINTFUB entende, portanto, que na tensão daquele momento, possa ter ocorrido alguma exaltação por parte de algum de seus membros, como o empurrão à estudante relatado na denúncia. Os integrantes do SINTFUB, que acompanharam o ocorrido, são unânimes no entendimento de que era preciso conter a subida forçada no carro de som, de pessoas que não compunham a organização do ato, a fim de evitar consequências piores para o conjunto de participantes. De acordo com a denúncia, a agressão teria ocorrido em meio às tentativas de integrantes do sindicato em mediar o conflito e proteger as pessoas que se encontravam em cima do carro do som, retomando o direcionamento do ato em consonância com as deliberações da organização do ato unificado.

Diante dos fatos e da denúncia, o SINTFUB vem a público reafirmar seu compromisso com o enfrentamento a todo tipo de opressão e com a construção democrática de suas ações em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade. Reafirma o repúdio a todo tipo de violência, especialmente as relacionadas com as desigualdades de gênero, raça, classe e orientação sexual. Neste sentido, temos buscado realizar a formação permanente dos integrantes desta diretoria e firmar parceria com outras Unidades acadêmicas e administrativas da UnB para a formação da comunidade universitária na perspectiva de uma cultura de respeito e promoção à diversidade.

SINTFUB

admin

0Shares
0