Sintfub quer discutir espaço exclusivo aos servidores no RU

0Shares
0 0

A partir do dia 1º de outubro, o refeitório 5 do Restaurante Universitário da UnB não será mais de uso exclusivo dos servidores técnico-administrativos da Universidade. A decisão foi da direção do RU e do Decanato de Assuntos Comunitários da UnB, que alegam a superlotação do Restaurante, principalmente das 11h30 às 12h30. A informação foi dada ao coordenador-geral do Sintfub, Mauro Mendes, em reunião nesta segunda-feira.

No encontro, o dirigente do Sintfub ressaltou que o refeitório reservado aos servidores no horário de pico foi uma iniciativa positiva, dando possibilidade de o trabalhador aproveitar melhor seu horário de almoço. “Também avaliamos que toda a comunidade universitária deve ser bem atendida no Restaurante Universitário. Não queremos tratamento qualificado em detrimento do bom atendimento aos alunos e outros usuários do Restaurante. Acontece que não se pode retroagir em conquistas. Por isso, não se pode simplesmente retirar o espaço exclusivo aos servidores técnico-administrativos. Temos que debater a melhor maneira de adequarmos a demanda ao espaço oferecido”, avalia Mauro Mendes.

Segundo a diretora do RU, Ygraine Hartmann Leibovich, de junho para agosto deste ano, a procura pelo desjejum e pelo almoço no Restaurante aumentou em 25%, enquanto que no jantar este percentual foi para 40%. “São cerca de 1,5 mil almoços a mais”, afirma. Enquanto isso, segundo a diretora, “não vai muito além de 100 o número de refeições servidas aos servidores técnico-administrativos”. “Temos a realidade de alunos almoçando no chão enquanto há espaço no refeitório dos servidores”, declara Ygraine Hartmann.

De acordo com a direção do Restaurante Universitário, o tempo médio de espera na fila do Restaurante Universitário, nos horários de pico, é de 18 a 20 minutos. Por dia, são servidas 8 mil refeições.

admin

0Shares
0