Assembleia e ato na próxima terça, 20, na reitoria

0Shares
0 0

Os servidores técnico-administrativos da UnB reforçarão a pressão sobre a administração superior da Universidade para que ela garanta à categoria a jornada de trabalho de 30 horas semanais, prevista em lei, assim como assegure os outros pontos da pauta local de reivindicação da categoria. A deliberação foi feita em assembleia realizada nesta terça-feira (13), na Praça Chico Mendes.

Como atividade de mobilização, os técnico-administrativos realizarão na próxima terça-feira, dia 20, assembleia no prédio da reitoria. Após a atividade, os trabalhadores protocolarão documento na reitoria solicitando que o reitor utilize da autonomia universitária para garantir aos servidores a jornada de trabalho de 30 horas.

“Vimos que o governo só abriu negociação efetiva com a nossa categoria depois que reforçamos nossa luta e ocupamos as portarias do Ministério do Planejamento, na semana passada. A exemplo disso, vamos reforçar nossa luta também pela pauta local, na UnB. Não abriremos mão do nosso direito”, disse o coordenador geral do Sintfub, Mauro Mendes.

CONSUNI
Após pressão dos servidores da UnB, o reitor da Universidade, Ivan Camargo, pautou na reunião do Consuni do dia 25 de abril a jornada de trabalho de 30 horas semanais para os técnico-administrativos. A reunião, entretanto, foi encerrada sem a conclusão da discussão sobre o tema. Com isso, o reitor se comprometeu a dar continuidade sobre a jornada de trabalho de 30 horas na próxima reunião do Conselho, que ainda não foi marcada.

O Sintfub alerta que, assim que a reunião do Consuni for marcada, todos os servidores serão informados

admin

0Shares
0