sintfub@unb.br (61) 3273.4055

Convocação – Comando local de greve do SINTFUB

0Shares
0 0

Caros Servidores,

No contexto da Greve, algumas Universidades Federais (Universidade Federal de Sergipe-UFS; Universidade Federal de Tocantis-UFT; Universidade Federal da Paraíba-UFPB e Universidade Federal de Ouro Preto-UFOP) já conquistaram o principal ponto de pauta que gerou as paralisações dos técnico-administrativos, a flexibilização da jornada de trabalho com redução de carga horária e turnos contínuos. Na Universidade de Brasília, até o momento não tivemos nenhum aceno favorável do reitor Ivan Camargo em relação a esta reivindicação, nem a qualquer outra que justificou a construção da nossa pauta interna.
O Reitor sequer convocou a reunião do CONSUNI para discussão da pauta dos servidores, conforme acordo firmado anteriormente com o Comando Local de Greve. A administração se mantém em silêncio, ignorando a nossa greve e as nossas reivindicações.
Diante desta inércia da Administração da Universidade, precisamos reforçar o movimento. É necessário que todos os servidores compareçam à próxima Assembleia que será no dia 20 de maio, às 09 horas no Prédio da Reitoria. Somente com uma mobilização forte é que será possível reconquistar aqui em Brasília o que os nossos colegas têm logrado em outros Estados.
Os técnico-administrativos da Federal de Sergipe antes da reunião do CONSUNI que aprovou por aclamação as 30 horas corridas na Federal, ocuparam por 09 dias o coração da Instituição, o CPD. O Conselho da UFS, além de aprovar as 30 horas publicou Moção de apoio a greve dos servidores. Nas outras Federais os resultados também não surgiram sem mobilização e reforço, centenas de técnicos saíram de suas casas e ocuparam os espaços administrativos de suas Instituições.
Portanto, companheiros, precisamos que todos participem da próxima assembleia, de modo que juntos possamos mostrar à Reitoria da Universidade de Brasília que direito não se retira, se amplia. A conquista das 30 horas era uma realidade, mas fomos golpeados de forma vil pela administração atual e temos o dever de responder não só a esse, mas a todos os golpes sofridos de forma dura, invocando e exigindo a flexibilização da jornada de trabalho na UnB, políticas de valorização e reconhecimento dos técnicos (reconhecimento dos títulos de mestrado e doutorado, participação efetiva e paritária nas decisões que gerem mudanças nas relações de trabalho, melhores condições de trabalho), respeito e dignidade para todos os trabalhadores desta Instituição.

PARTICIPEM EFETIVAMENTE DO MOVIMENTO GREVISTA!
NÃO PODEMOS DEIXAR PASSAR A OPORTUNIDADE. COMPAREÇAM A ASSEMBLEIA!
SOMENTE COM A UNIÃO DOS TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS É QUE SERÁ POSSÍVEL TER ÊXITO NA LUTA!

COMANDO LOCAL DE GREVE DO SINTFUB

admin

0Shares
0