sintfub@unb.br (61) 3273.4055

Agricultura Familiar será discutida na 14ª Semana Universitária da UnB

0Shares
0 0

No Ano Internacional da Agricultura Familiar – AIFA, a comunidade universitária da UnB terá a oportunidade de debater os desafios e as perspectivas deste tipo de produção nas dimensões econômica, social e ecológica. O debate será realizado em forma de seminário, realizado de 3 a 5 de novembro, no campus Darcy Ribeiro da UnB, com o tema: “Agricultura Familiar e Camponesa: Desafios e Perspectivas”. A atividade faz parte da 14ª Semana Universitária da UnB e tem como um dos parceiros o Sintfub.

Um dos principais objetivos do Seminário é contribuir para destacar a importância da agricultura familiar e camponesa e para impulsionar a compreensão dos processos de mudança em curso no campo apontando alternativas à melhoria de trabalho e vida. A atividade terá a participação de estudantes, professores, técnico-administrativos, agricultores, camponeses, representantes de movimentos sociais, membros dos governos entre outros.

Além dos debates, ainda será montada a Feira da Agricultura Familiar e Camponesa, na Praça Chico Mendes, com exposição de diversos produtos.

Dados Importantes
A agricultura familiar e camponesa tem grande significado em todo o mundo, por produzir alimentos de qualidade para boa parte da população, gerando emprego e rendimentos para as famílias que trabalham e vivem no campo, se constituindo como essencial para a soberania e segurança alimentar e nutricional. A agricultura familiar é responsável por 38% da produção agrícola no Brasil; 30% no Uruguai; 25% no Chile; 20% no Paraguai e 19% na Argentina.
No Brasil a agricultura familiar e camponesa engloba aproximadamente 4,3 milhões de estabelecimentos agrícolas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, o que corresponde a 84% do total de unidades produtivas, ocupando 14 milhões de pessoas, 74% do total, distribuídas em 25% da área total brasileira. Embora haja avanços em políticas públicas e ampliação dos recursos nos últimos anos, como os recursos disponíveis para o Plano Safra da Agricultura Familiar que, no biênio 2001/2002 representavam um montante de R$ 2,3 bilhões, alcançando, no biênio 2014/2015, um montante de R$ 24,1 bilhões, há ainda a necessidade da ampliação dos recursos físicos e financeiros, e de políticas públicas para o desenvolvimento rural.
Essa ampliação trará possibilidade de continuar a fortalecer a agricultura familiar e camponesa de base ecológica, que maneja adequadamente o meio ambiente. Também favorecerá ainda mais a permanência dos jovens no campo; contribuirá para a igualdade entre homens e mulheres; e consolidará direitos e a autonomia dos agricultores e agricultoras familiares, entre outros.

Programação

Segunda (3/11)

Terça (4/11)

Quarta (5/11)

8-12hs Debate 1: Desenvolvimento sustentável, organização e luta Visita de campo
12-14hs

Almoço

14-18hs Abertura do Seminário e inauguração da feira da agricultura familiar e camponesa Debate 2: E a Universidade? Visita de campo
18-hs Filme: O Veneno está na Mesa 2

admin

0Shares
0