sintfub@unb.br (61) 3273.4055

Acampamento, marcha e ocupação

0Shares
0 0

Servidores ocupam portaria do Planejamento e são recebidos por secretário

A partir das 4h da madrugada de quarta-feira (7), os servidores técnico-administrativos da UnB, organizados pelo Sintfub, e de outras universidades públicas federais do Brasil, ocuparam totalmente as portarias do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG (bloco C). A pressão da categoria, em greve desde o dia 17 de março, garantiu o agendamento de reunião entre a Fasubra, federação que representa a categoria, com o secretário de Relações do Trabalho da pasta, Sérgio Mendonça, para às 10h de hoje.

A ocupação faz parte das atividades do acampamento dos servidores técnico-administrativos, instalado no primeiro quadrante da Esplanada dos Ministérios, nessa terça-feira (6). Na manhã deste primeiro dia de acampamento, que reúne centenas de servidores de vários estados do País, os trabalhadores, com o apoio de integrantes do movimento estudantil, realizaram marcha até o bloco K do Ministério do Planejamento. A intenção era de ser recebido pela ministra Miriam Belchior, mas, como nas ações anteriores, ninguém foi recebido.

Ainda nesta quarta-feira, os servidores técnico-administrativos da UnB e das outras universidades públicas federais realizam marcha conjunta com os demais servidores do funcionalismo público, também na Esplanada dos Ministérios.
Entre as reivindicações dos servidores das universidades, está a jornada de trabalho de 30 horas semanais; reposicionamento dos aposentados na carreira; isonomia dos benefícios entre os três Poderes; definição da data-base para 1º de maio; paridade entre ativos, aposentados e pensionistas.

A ocupação faz parte das atividades do acampamento dos servidores técnico-administrativos, instalado no primeiro quadrante da Esplanada dos Ministérios, nessa terça-feira (6). Na manhã deste primeiro dia de acampamento, que reúne centenas de servidores de vários estados do País, os trabalhadores, com o apoio de integrantes do movimento estudantil, realizaram marcha até Ministério da Educação. A intenção era de ser recebido pela ministra Miriam Belchior, mas, como nas ações anteriores, ninguém foi recebido.

admin

0Shares
0